O que são os desalentados?

Qual o impacto disso na sua vida?

Segundo dados da FGV IBRE, o número de pessoas desalentadas no Brasil mais do que dobrou neste segundo trimestre de 2019 em relação ao ano de 2012. Dados do IBGE apontam que hoje são cerca de 4,9 milhões de pessoas nessas condições e afetam sobretudo aquelas que vivem em condições de vulnerabilidade social. Essa pesquisa tem o propósito de compreender o perfil, como estão distribuídos e os motivos que os levaram a esse nível de desalento.

O que é desalentado?

De acordo com o dicionário online de português, trata-se de um adjetivo destinado a quem está desprovido de alento ou ânimo; sem forças para agir; sem coragem; desanimado ou desesperançado, indivíduo cansado ou estafado. Resumindo: Trata-se daquelas pessoas que desistiram de procurar emprego.

Quem são os desalentados?

Dados dessa mesma pesquisa apontam que a grande maioria dos desalentados no país estão na região nordeste, cerca de 60%, originado pelo fechamento de inúmeros postos de trabalho, sendo os jovens, as mulheres e as pessoas com baixa escolaridade os mais afetados. Jovens, com idades entre 14 e 23 anos (33,5%), enfrentam grande dificuldade para entrar no mercado de trabalho pela falta de experiência profissional, além de outros fatores, como o comportamento, por exemplo, e quando tem uma necessidade de redução no quadro de funcionários, são os mais vulneráveis para demissão. As mulheres (55,2%), engrossam essa estatística por conta das obrigações domésticas e vínculos familiares já que normalmente, é quem cuida das crianças ou idosos no lar. Pessoas com baixa escolaridade (41,2%), aqueles com ensino fundamental incompleto, ocupam uma grande parcela de desalentados, porque o mercado está cada dia mais exigente, na qual mesmo aquelas atividades operacionais mais básicas, é exigido, no mínimo, o ensino médio completo.

Quais as causas desse grande contingente de desalentados?

O período de recessão no país, que já dura mais de 5 (cinco) anos, levam ao enfraquecimento da economia. Isso gera escassez de emprego e uma inércia no mercado, que, com dificuldade de reação, forma um círculo vicioso culminando na escassez de oferta de emprego formal e alta rotatividade nos quadros das empresas.

Como os desalentados afetam a economia?

O quadro acima leva a um significativo aumento de trabalho com vínculos desestruturados (sem carteira assinada e direitos trabalhistas) ou informais, como é o caso dos motoristas e entregadores de aplicativos. E para agravar ainda mais a situação, se de um lado o mercado não está preparado para absorver toda essa demanda de desempregados, por outro, a ausência de qualificação adequada e dificuldades comportamentais ligadas ao trabalho em equipe, iniciativa e engajamento leva muitos a tornarem-se desalentados estagnando assim, a economia local.

Como superar a condição de desalentados?

Um caminho é o empreendedorismo, dados apontam que cerca de 37,5% das empresas nascem da necessidade de produção para assegurar o sustento familiar. Outra opção:

• Estude, por mais difícil que possa estar o mercado, jamais deixe de estudar;

• Tenha o seu currículo muito bem elaborado e com informações de contato atualizadas, evite endereços de e-mail ou redes sociais com apelidos;

• Invista constantemente em cursos para desenvolver as suas competências profissionais;

• Cultive a sua rede de relacionamentos, o networking é o que vai lhe tirar do sufoco em um menor espaço de tempo;

• Seja proativo, ao invés de mendigar uma oportunidade de emprego, crie-a oferencendo ajuda, sendo útil. Comprometa-se!

• Cuide da saúde física, mental e espiritual;

• E, por fim, vença a preguiça! Vá a luta!

Fonte: administradores.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.